13 julho 2015

Aperte a tecla:Explosão nuclear


Estava eu de novo sentada na minha penteadeira roxa, olhando para o espelho.Não estava me admirando,mas me menosprezando.Essa parte do meu rosto toda deformada e minha cabeça sem cabelo,meus olhos que eram verdes radiante,já não estavam tão assim mais,minha boca também era de um vermelho vívido,mas agora tá quase um cinza.Estou parecendo a morte,não que eu já tenha a vista,mas quase cheguei perto dela.Tudo por que?Não gosto muito de compartilhar minha história, porém com vocês vale.

Lembro que estava na nossa casa de praia,minha mãe,meu pai e meu irmão,estávamos felizes,sempre costumávamos a fazer essa viagem nas férias,era a parte que mais gostava.A música que sempre tocava no carro era uma do B.B.King,que meu pai amava.Só que dessa vez foi meio estranho,no rádio só falava de certas disputas de poder,que talvez aconteceria uma guerra nuclear e essas coisas assim. Claro que nós ficamos assustados,mas como já estávamos a caminho,não poderia voltar.

Nossa noite foi bem tranquila,até de mais.Pois sempre na praia havia pessoas na areia,dançando, fazendo um luau.Acordei 8h,não pense que é cedo,gostava de aproveitar o máximo com a família, tomei meu café saudável e  fui passear na beira da areia."Estranho"-pensei,ninguém na praia de novo?Mas lá longe,vi,na verdade não sei se era uma pessoa,estava muito estranha,toda deformada, sangrando e acenando e gritando pra mim.Só fiquei olhando de longe,porém,depois que veio correndo atrás de mim,fui direto para casa avisar aos meu pais.Entretanto,na hora que eles saíram já não tinha ninguém mais.

Eles acharam que eu tinha ficado louca,mas logo em seguida sentimos o chão tremer ouvimos um barulho bem alto.Meu Deus,foi um desespero,corremos para casa nos enfiamos debaixo da cama. Segundo,terceiro,quarto tremor distante,mas o quinto foi inevitável de não sentir,foi bem perto da nossa casa.Só vi pedaços da minha casa pra todo lado,o desespero dos meus pais de tentarem nos salvar."Correm filhos,se escondam".Travei na hora,o que iria fazer? Deixa-los lá?Não podia fazer isso,precisava deles em meu dia-a-dia.Só lembro de tudo escuro e acordar em um hospital muito estranho,enfermeiras com quatro olhos,três braços.

Perguntei aonde estava,me disseram que era Notório,nunca havia ouvido falar desse planeta,mas é nele que vivo até hoje.Em uma clínica,eles acham que sou doida,não acreditam que sobrevivi a uma explosão nuclear,mas eu sei muito bem o que eu vi,o que passei.E essa penteadeira roxa é a única coisa que tenho que me lembra a vida feliz que eu tinha na Terra,meu irmão não sei onde está,meus pais devem ter morrido ou estão preso em meio a uma luta constante.Não sei como vai ser minha vida daqui pra frente,só quero que melhore."Ok,agora pode se sentar Taylor,obrigada por compartilhar a sua história conosco.Quem será o próximo a falar a sua?"

4 comentários:

  1. Nossa Bruna! Como você foi rápida :)
    Adorei seu conto! Sabe o que mais gostei? Como a gente descobre no fim do texto com quem ela estava falando, boa sacada! Ficou muito bom :)
    Como combinado, vou fazer umas críticas construtivas tá? Mas não leva pro lado ruim, meu objetivo é te ajudar a melhorar seus textos ainda mais :)

    A primeira coisa é a beleza do texto, que se define principalmente pela gramática. Eu vi no seu perfil que você tem 14 anos, então talvez não tenha estudado ainda tudo de português na escola (Nossa, eu odiava português, kkkkk). Os errinhos que achei são basicamente de pontuação (faltando espaço depois de vírgula, por exemplo) e concordância. Se você tem dificuldade com isso, minha dica é a seguinte: antes de colocar o texto no blog, digita ele no Word, porque aí o corretor automático te mostra todos os esses erros.
    Talvez você não ligue muito pra isso, ache que gramática é besteira. Mas alguns leitores podem se sentir incomodados e nem mesmo querer ler seu texto só por causa disso. Então tenta dar um caprichada, sabe? :)

    A segunda coisa são os detalhes que você pode usar para dar uma embelezada no texto. Palavras mais bonitas, e coisas do tipo. Tenta sempre ler teu texto com um olhar critico, examina as frases e vê como elas podem soar melhor.
    Pra te ajudar eu dei uma ajeitadinha no teu texto, mas não consegui publicar aqui no comentário.Se quiser me dá teu e-mail que te mando. Aí você vê como ficou, e se tu acha que está melhor ou não.

    Espero que eu não tenha sido muito intrometida! Depois me diz os que achou das dicas, e se não tiver gostado pode dizer mesmo assim :)
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelas dicas e críticas. Eu sei que não sou nenhuma escritora,mas sempre tento melhorar.

      Excluir

Obrigada por ler até aqui!!

Se você gostou é só comentar.
Quer dá sua opinião? É só comentar também!
Nada de spam.
Os comentários são moderados para eu ter a chance de ler todos e responder com carinho!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...